Medicamental_Inspiração_cabeçalho_FINAL2

a “magrela”

que alivia

as tensões

Do dia a dia

Quem começa a pedalar logo se apaixona e não consegue mais largar o esporte, que, além de proporcionar inúmeros benefícios à saúde física, é uma excelente atividade para acalmar a mente e desestressar.

A bike vem ganhando cada vez mais novos adeptos nas cidades. Uma legião desses defensores passou a pedalar com o objetivo de praticar uma atividade física. Mas a “magrela” é tão apaixonante que acabou por fazer uma verdadeira transformação na vida de quem a adotou.

Não falamos só das transformações em relação aos benefícios físicos, mas também, das mudanças vindas com o novo estilo de vida. É que a bicicleta virou também um hobby, uma verdadeira válvula de escape para as tribulações do dia a dia. Ela permite às pessoas viverem aquele momento só seu, no qual tudo mais pode esperar, para você estar com você. É o que dizem os praticantes.

Benito Rigo, diretor da Medicamental, após uma lesão no joelho, começou a praticar o ciclismo, uma atividade que causa baixo impacto nas articulações, há um ano. Ele lembra que sentiu os benefícios rapidamente: melhora na qualidade do sono, mais fôlego e mais resistência. Contudo, o que mais gostou, o que, realmente, fez a diferença em sua vida, foi o fato de a atividade ser antiestresse.

“O ciclismo é um esporte que exige que você tenha muito foco no que você está fazendo, sobretudo, quando é praticado em trilha. Na terra, você precisa de muita concentração para superar as irregularidades e obstáculos do trajeto. Precisa estar com atenção plena no percurso para evitar acidentes e outros problemas pelo caminho. Por isso, é uma atividade que permite limpar a mente, sem falar que é feita ao ar livre, o que proporciona contato com a natureza”, explica Benito.

Saúde do coração e do pulmão

Guilherme Galdiano, gerente de Compras da Medicamental, pedala há 9 anos. Ele ressalta que o ciclismo é um esporte muito democrático e que não há necessidade de alto investimento inicial, porque há bicicletas boas com preços acessíveis no mercado.

Em Ribeirão Preto (SP), o gerente participa de vários grupos de pedal. “Na cidade, durante a semana, à noite, é tudo muito organizado. Os iniciantes são acompanhados pelos mais experientes, para que todo o percurso seja feito com muita segurança”, salienta.

Guilherme afirma que o ciclismo está entre as melhores atividades esportivas. Ele ajuda no fortalecimento da musculatura, auxilia na saúde do coração e do pulmão e contribui para melhorar a respiração e o condicionamento físico.

“É um esporte que possibilita à pessoa entrar em forma e emagrecer, por ser aeróbico. O melhor é que cada um faz o ciclismo no seu próprio ritmo. Além de ser bom para o corpo, é uma atividade ótima para a mente, muito prazerosa, que relaxa, desestressa e alivia das tensões do dia a dia”, conta.

Crescimento do Ciclismo

A Aliança Bike (Associação Brasileira do Setor de Bicicletas) apresentou um levantamento, em 2020, que mostrou que houve um crescimento de 50% no número de vendas de bicicletas em comparação a 2019. E isso aconteceu em decorrência da pandemia, quando muitas pessoas utilizaram o ciclismo como alternativa ao transporte público a fim de evitar aglomerações.

De acordo com pesquisa do Datafolha, também de 2020, 38% dos brasileiros que não possuem veículo automotor próprio acreditam que a bicicleta está entre as melhores opções para se deslocarem. Mas parece que o que todos os ciclistas concordam é que a bike é apaixonante e necessária, um ótimo exercício para melhorar a saúde física e mental.

VOCÊ SABIA?

No mês de abril deste ano, começaram a vigorar novas regras do CTB (Código de Trânsito Brasileiro). Algumas medidas devem proporcionar mais segurança aos condutores de bicicletas e punir com mais rigor motoristas infratores.

Uma delas obriga os carros a diminuírem a velocidade, de forma compatível com a segurança do trânsito, ao ultrapassarem um ciclista. Essa regra passa a ser gravíssima e o infrator deverá pagar multa de R$ 293,47 e levará 7 pontos na carteira.

Outra medida é a proibição para automóveis estacionarem para embarque e desembarque nas ciclofaixas e/ou ciclovias. Caso isso ocorra, o motorista terá que pagar multa de R$ 195,23 e levará 5 pontos na carteira.

Scroll Up