Medicamental_Inspiração_cabeçalho_FINAL2

No Dia Nacional da Imunização, a Medicamental iniciou a campanha para incentivar colaboradores a manterem atualizadas cadernetas de vacinação e, principalmente, apoiar a vacina contra a Covid-19.

A campanha “Vacina: Um Ato de Amor”, lançada pela Medicamental em 9 de junho, Dia Nacional da Imunização, pretende incentivar os colaboradores da empresa a se vacinarem. O movimento levará informações aos colaboradores por diferentes canais de comunicação interna, como a revista eletrônica InspirAÇÃO, e-mail marketing, e aplicativo de mensagens. Além de incentivar a vacinação contra a Covid-19, o objetivo é conscientizar as pessoas a manterem atualizadas suas cadernetas de vacinação e as de seus filhos.

“É preciso criar este espaço de esclarecimento, apoio e incentivo à vacinação, para que todos se sintam comprometidos em participar do controle da pandemia provocada pelo novo coronavírus e, principalmente, aderir aos protocolos para prevenir o contágio. Também é preciso conscientizar as pessoas de que a vacina evita o desenvolvimento de casos mais graves de Covid-19. Queremos que nossos colaboradores apoiem a vacinação e se mantenham em dia com o calendário nacional de imunização”, explica Douglas Borba RH (Recursos Humanos) da Medicamental.

A OMS (Organização Mundial da Saúde) estima que de 2 a 3 milhões de mortes são evitadas todos os anos por causa da vacinação. Mas um número alarmante mostra que se a cobertura vacinal atingisse índices ideais, mais 1,5 milhão de vidas poderiam ser salvas. “Prevenir a doença é melhor que tratá-la. A vacinação é segura, é uma das medidas mais eficazes de prevenção”, lembra Carolina Ferreira, da área de RH.

Além de evitar doenças graves como câncer, hepatite, meningite, tuberculose, sarampo e poliomielite, entre outras, as vacinas geram resultado positivo para toda a sociedade. “Se as pessoas estiverem saudáveis, elas terão mais condições de estudar, trabalhar e conquistar melhor qualidade de vida”, explica Douglas.

A vacina estimula a produção de anticorpos. Por meio de memória imunológica, ao estar exposto novamente ao agente causador da doença, eles serão produzidos rapidamente, ajudando o organismo a se defender, impedindo que a doença se instale ou se agrave. 

 “Quando nos vacinamos, protegemos nosso corpo e também a população como um todo. Por isso a vacina é um direito e um dever de todo cidadão”, ressalta Carolina.

Vacinas da infância à velhice e na gestação

O SUS (Sistema Único de Saúde), do Ministério da Saúde brasileiro, disponibiliza vacinas gratuitas, que garantem a imunização de crianças, adolescentes, adultos, idosos e gestantes. Veja algumas delas:

(Fonte: CorenPB – Conselho Regional de Enfermagem da Paraíba)

Scroll Up